1 de ago de 2010

Segredos da Disney: dicas de quem um dia chamou o Mickey de Boss



Depois que eu voltei das minhas temporadas de trabalho na Disney, muitos conhecidos e amigos começaram a se aproximar para me pedir dicas, fazem perguntas sobre os parques, o que vale a pena, e afins. E eu tenho o maior prazer em compartilhar. E foi assim que um e-mail “padrão” com o conjunto de dicas abaixo surgiu, eu dou uma modificada em algumas linhas, mas a essência continua a mesma. Toda a vez que alguém me diz, “estou indo para a Disney”, pimba! O e-mail chega! Para os mais íntimos do nosso rato famoso, vão ter dicas no mínimo interessantes....

Hotel na Disney:

A Disney tem um segmento de visitantes que está habituado a ir pelo menos uma vez a cada dois anos, por isso, a Disney tem um publico, digamos assim, meio fiel. Isso significa que eles fazem muitas promoções direcionadas para esse grupo. Um exemplo: Tem uma promoção que se você agendou sua viagem com um ano de antecedência, você ganha todas as refeições durante a sua estadia. Eles chamam de Dining Plan = café da manha + almoço+ jantar + snack. E tudo pode ser consumido tanto nos parques como nos hotéis.
Se você esta reservado em um hotel da Disney compre o Dining Plan se pretende fazer refeições nos parques – sai bem mais em conta do que pagar aos poucos. Note que esse plano só pode ser adquirido no ato da reserva, ou seja, tem que comprar antes de chegar lá.

Ingressos:

Quanto mais dias você compra, mais baratos eles ficam, e se você esta planejando uma segunda viagem no futuro, e só comprar os ingressos com a opção de não ter validade. E ai você economiza nas duas viagens.
Opção Hopper – Você pode mudar de parque no mesmo dia – Ex: Começar o dia caminhando pelos paises no Epcot, mas terminar vendo os fogos do Magic Kindgom.

Wishes Nighttime Spectacular - Magic Kindgdom 

Quando Visitar:

Evitar altas temporadas. Setembro - Outubro e Janeiro são meses ótimos. O parque está mais vazio, a temperatura ambiente mais razoável e acontecem eventos especiais nessas épocas. A Epcot tem o Food & Wine Festival em Outubro, o Magic Kingdom tem a Mickey’s Not so Scary Halloween Party. Fora as liquidações de fim de estação nos shoppings das redondezas.
Se for na Alta temporada – Só tem uma solução: Chegar no parque na hora que abre. Por quê? Você pode ir aos brinquedos mais populares sem fila, e ainda garantir fast-pass para o resto. Se chegar ao meio-dia, vai pegar parque cheio, com fila de 1hora e meia em cada atração popular.
Os dias de sábado e domingo são para fazer compras. Evite ir a parques sábado e domingo. Sempre está mais cheio. Regra: Magic Kingdom no sábado, só se você abrir o parque!


Entrada principal do parque Magic Kingdom


Planejando o itinerário:


Mapa do complexo Dissney em Orlando.
Fonte: http://customizedmaps.disney.go.com/

Planejar a visita aos parques é essencial. Principalmente se há crianças ou adolescentes envolvidos (os interesses são diversos). Vale a pena dedicar um tempo para decidir quais as atrações vocês querem fazer e que restaurantes fazer a reserva. Uma reserva pode ser feita com até seis meses de antecedência. E sabendo disso, muitas pessoas tiram vantagens desse privilégio, principalmente em refeições com os personagens ou datas comemorativas como Natal e Ano-Novo.
Não fiz reserva, e agora? O jeito é perguntar para a hostess se eles abrem mesa para quem não tem reserva. Acredite, contando com a sorte, às vezes dá certo. Um exemplo recente foi o café da manha com os personagens no Polynesian agora com a minha família. Eu pedi uma mesa para 4, sem reserva as 10hs da manha, e ainda ganhei vista para o Castelo da Cinderela!

Filas nos brinquedos:
Usar os fast-passes nas filas dos parques é uma ótima. Você economiza tempo e paciência, vai aos principais brinquedos e o melhor, esse privilégio e de graça. Na Universal Studios o mesmo passe é pago. Tem que aprender a jogar com esses tickets – por exemplo: Você chega cedo no parque, corre para um brinquedo 1 bacana, pega o fast-pass e vai para a fila normal de outro 2. O que acontece? Você vai ao brinquedo 2 com uma fila curtinha, e já tem hora marcada (com o fast pass) para o bacana 1. E alternando assim, você vai em quase tudo evitando filas monstruosas. Esse é o truque de qualquer Soletur da vida. Levando 40 adolescentes para conhecer o parque todo, e ainda enfrentar fila só funciona a base de fast-pass. No caso deles é melhor ainda porque o guia fica encarregado de pegar fast pass enquanto eles pulam brinquedo em brinquedo.
 Fotos com personagem:
Fonte: http://www.wdwmagic.com/Other/Fastpass.htm

Todos os parques da Disney reservam um lugar especial onde você pode encontrar os personagens (todos juntos) tirar fotos e autógrafos. Para as crianças e ótimo, porque economiza tempo e evita transtornos climáticos já que sempre é um lugar fechado. No Epcot se chama Charater Connection e no Magic Kingdom é só ir à Toontown, na casa dos personagens.

Desfile dos personagens  na Main Street USA, Magic Kingdom

Nos hotéis da Disney – os restaurantes também oferecem refeições com os personagens. É bem conveniente já que não fica tão cheio quanto os parques e os personagens vão em cada mesa para tirar fotos. Não tem fila! Os que eu recomendo porque fui e gostei: Chef Mickeys no Contemporary tem um buffet ótimo (Mickey, Minnie, Pluto e Pateta) e o Grand Floridian, buffet bom também (Mary Poppings, Alice, Pooh e amigos); Polynesian - único café da manha a la carte – tem Lilo, Stitch, Mickey e Pateta. O Polynesian é conveniente porque você é servido na mesa, se na sua turma tiver alguma criança pequena evita as viagens ao buffet.

Mickey Waffles no café-da-manha do hotel Polynesian

 

Necessidades especiais:
Cadeira de Rodas e carrinhos de bebe são disponibilizados em um número limitado nos parques, portanto se há necessidade de utilizá-los, chegar o mais cedo possível no parque, senão entra na lista de espera.

Idioma:
Há mapas em português nas entradas dos parques, e, além disso, no Guest Relations de todos os parques existe um equipamento, como um headphone, que traduz a maioria dos áudios dentro dos brinquedos, ideal para quem não tem domínio do inglês. O aluguel e gratuito, mas existe um deposito de segurança, em caso de perda.

Aniversário / Lua de Mel / 1ª Visita:
Datas comemorativas são tão bem vindas na Disney, que se esse for o caso, e só ir ao Guest Relations do parque e nas lojas e eles dão um broche para o visitante mostrar para todo mundo o que está celebrando. Não se surpreenda se algum Cast Member fizer alguma surpresa quando o broche estiver bem visível!

Compras no parque:
Para não carregar sacolas no parque durante o dia inteiro. Ao fazer compras, existe um serviço gratuito que as lojas da Disney oferecem chamado Package pick-up, ao final do dia, e só apresentar o recibo na loja mais próxima da saída do parque e tudo o que você comprar, estará lá lhe aguardando sem o menor esforço. Hospedado num dos hotéis da Disney, melhor ainda, vai tudo direto para o hotel, e você pode buscar no dia seguinte na loja de souvenir do próprio hotel.

Ye Olde Christmas Shop, localizada na Liberty Square, Magic Kingdom 
Carro alugado X Ficar na Disney e depender do Ônibus:
Se o preço do hotel da Disney tiver o mesmo, vale a pena ficar dentro da propriedade. Estacionar na Disney é longe e caro (o estacionamento é 12 dólares)! E o ônibus sempre vai te deixar na porta e tem de 10 em 10 min e vai para todos os lugares dentro da propriedade. Ainda tem Monorail e Barco! Leve em consideração se você ficar na Disney, alugar um carro por uns dois, três dias - para ir para Universal e fazer compras.

Compras (a famosa listinha):
Lake Buena Vista - Shopping Premium Outlets ou The Mall at Millenia (melhor e no meio do caminho pro Florida Mall): são ótimos e tem tudo que os outros tem.
Best Buy - fique atento porque apesar do nome às vezes o "best buy" acaba sendo no Wall-Mart ou no Circuit City (agora só na Internet).


Não perca:
Cansou de parque? Uma caminhada pelo Downtown Disney com direito a La Nouba™ by Cirque du Soleil® no final de tarde – Comece pelo Market Place, caminhe pela Pleasure Island chegando ao West Side – Com o circo no final Tem bastante loja e restaurantes.

Universal Studios:

Na Universal ou Islands of Adventure chegue ANTES do parque abrir. A chance de você pegar fila lá é sempre e o sistema do fast pass tem que pagar. Ou seja, para quem gosta e quer repetir os brinquedos mais legais vale a pena cair da cama e não ficar 50 min na fila do Hulk ou Múmia, por exemplo.

A área mais nova do parque é a cidade do Harry Potter. Se você quiser ver, chegue bem cedo. Não perca Simpsons (relativamente novo), a montanha russa da Mummy. ET é um clássico, MIB e Shrek são divertidos. Se você está afim de adrenalina eu aconselho a dedicar mais tempo na área do Islands of Adventure, lá estão todos os brinquedos mais fortes, Hulk, Dueling Dragons, Jurassic Park, cuidado com os brinquedos de água, eles molham MESMO. Termine o dia num dos restaurantes do City Walk -um complexo com lugares ótimos para comer (tipo Downtown Disney): Margaritaville vale a pena parar para uma Margarita, Hard Rock e Bubba Gump (do filme Forrest Gump).

Dicas extras:

Jantar bacana depois de ir ao Epcot – Vale a pena sair pela entrada dos fundos a pé ao lado do pavilhão da França e ir de barco ao Boardwalk Hotel. – Lá tem ESPN zone, Bar com pizza barata, restaurantes bacanas e lojinhas com tudo que vende no parque. Sem contar que o hotel também é tão bonito que vale a pena dar uma passeada pelo Lobby.

Disney Holywood Studios - Fantasmic A primeira sessão sempre fica mais cheia que a segunda. Porque quem tem criança pequena assiste logo a primeira para ir embora cedo. Fica a dica. Ahh e chegue cedo. O auditório e grande, mas quando o parque fica lotado e eles limitam a entrada depois de certo tempo.

Existem festas no Magic Kingdom temáticas. Elas normalmente acontecem fora de temporada. Tem a Christmas Party, Halloween, Pirates & Princesses. O ingresso é a parte – eles fecham o parque mais cedo para os visitantes regulares e depois entra somente quem comprou o ticket para a festa – qual a vantagem? Queima de fogos é diferente; personagens fantasiados; Papai Noel na Main Street e chocolate Quente e cookies a vontade pelo parque inteiro. Bem diferente.

Entrada do parque Magic Kingdom decorada para o Halloween

Mas, se no orçamento não cabe: Marque um jantar no Polynesian, restaurante Ohana, e peça uma mesa com vista para o Castelo. Dentro do restaurante eles tocam as mesmas musicas do parque e assim é possível acompanhar a queima de fogos especial sem pagar um centavo a mais. ;D Não tem dinheiro para a comida? Então assista na praia privativa do Polynesian perto da piscina, tem caixas de som lá também. Fica a tarefa de confirmar o horário certo para não perder o show. Toda a noite muda. Para entrar no estacionamento do Polynesian de carro: Ao entrar no pedágio do Magic Kingdom (frente toda rosa) mantenha o carro na direita e siga reto. Vire a esquerda no primeiro sinal na Seven Seas Dr.


Vista da praia do hotel Polymesian -  Queima de fogos do Magic Kinddom
 Animal Kingdom – se o dia estiver quente, vá com uma roupa bem leve, o parque foi construído dentro de uma “bacia” por isso quando faz 30 graus, lá faz 40 e a sensação é de 50. Dentro do Animal Kingdom eu só recomendo um restaurante: Tusker House na África. Eu trabalhei lá quando era Fast Food e hoje eles mudaram para um sistema de buffet (eu fui à inauguração) e aparentemente é o único continua com um cardápio mais variado e saudável. Agora se vocês não quiserem perder tempo durante o dia, não tiverem planos à noite e quiserem conhecer lugares diferentes na propriedade vale a pena fazer tomar um café reforçado, lanchar algo rápido no parque e jantar mais cedo no Animal kingdom Lodge (Boma - Flavors of Africa), que é o hotel da Disney mais perto do parque e segue a mesma linha temática. Muito bonito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário